Universidade nega que novo ministro da educação seja doutor pela instituição

Ao anunciar Carlos Alberto Decotelli da Silva como novo ministro da Educação, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou que o professor era “bacharel em Ciências Econômicas pela UERJ, Mestre pela FGV, Doutor pela Universidade de Rosário, Argentina e Pós-Doutor pela Universidade de Wuppertal, na Alemanha”.

No entanto, a informação do doutorado na universidade argentina foi negada pelo reitor da instituição. Franco Bartolacci retuitou o post de Bolsonaro e disse que Dacotelli não tem a titulação mencionada pelo presidente brasileiro.

“Nos vemos na necessidade de esclarecer que Carlos Alberto Decotelli da Silva não obteve na Universidade do Rosário a titulação de doutor que se menciona nesse comunicado”, escreveu Bartolacci.

Carlos Alberto Decotelli assume o posto no lugar de Abraham Weintraub, que ficou 14 meses à frente do MEC. Agora, ele deve ocupar um cargo como diretor executivo do Banco Mundial.

O novo ministro já ocupou um cargo no ministério, à frente do Fundo Nacional do Desenvolvimento da Educação, durante a gestão do ex-ministro Ricardo Vélez Rodríguez.

Afirmação semelhante tinha sido feita por Bolsonaro na ocasião da indicação do ex-ministro Weintraub, que também não era doutor graduado.

Leia mais:

https://br.noticias.yahoo.com/reitor-da-universidade-do-rosario-nega-que-novo-ministro-da-educacao-seja-doutor-pela-instituicao-182747328.html

Fonte: Yahoo Notícias.

Deixe uma resposta

Se preferir, comente abaixo com o seu usuário do Facebook